--> Saiba tudo sobre a doença mão-pé-boca que tem deixado pais em alerta na Bahia | Agência DC - Donato Costa | Portal de notícias da Bahia



Saiba tudo sobre a doença mão-pé-boca que tem deixado pais em alerta na Bahia

Compartilhe:

O retorno das crianças ao convívio social, principalmente nas escolas, fez com que surgissem no país surtos espalhados da doença conhecida c...

O retorno das crianças ao convívio social, principalmente nas escolas, fez com que surgissem no país surtos espalhados da doença conhecida como síndrome mão-pé-boca, que atinge principalmente as crianças de até 5 anos. Nesta segunda-feira (18), a coordenação de vigilância epidemiológica (Viep) da Secretaria Municipal de Saúde de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, emitiu um alerta aos pais sobre o registro de casos em creches e escolas do município.


A mão-pé-boca provoca irritação na pele, que forma bolhas e provoca febre, além de mal-estar, dor de garganta e diarreia.


“Já estamos fazendo um movimento junto às escolas da rede municipal e também da rede privada, de forma pontual, para esclarecimentos e orientações acerca das doenças na infância e a importância dos cuidados para evitar transmissão coletiva”, afirmou a coordenadora da Viep de Vitória da Conquista, Amanda Maria Lima.


De acordo com o médido pediatra Augusto Sampaio, a infecção é causada pelo vírus Coxsackie da família dos enterovírus que habitam normalmente o sistema digestivo. Embora seja mais comum em crianças, adultos também podem ser acometidos pela doença.


"Ela é classificada em dois grupos: “A, que prefere atacar a boca, pele, olhos e unhas, causando ferimentos, sendo as aftas os piores; e B, que ataca o fígado, coração, pleura e pâncreas, e possui 6 subtipos. No entanto, o quadro clínico mais comum é aquele que deu nome à doença", explica.


Ainda segundo o médico, não se deve esperar piorar o quadro clínico do paciente para procurar um pediatra. "Ele é que vai, com segurança, olhar as feridas na boca, mãos e solas dos pés, principalmente, e ensinar como cuidar delas logo, para não surgir uma infecção secundária por bactérias. Além disso, ele vai ensinar como higienizar a boca e dar alívio às aftas", frisa.


Apesar de não ser considerada uma doença grave, a mão-pé-boca pode, em alguns casos, provocar meningite e até atingir o coração da criança infectada.


"Felizmente, a maioria dos casos evolui para a cura, mas a palavra final tem que vir do médico, obviamente, porque a infecção pode provocar meningite e até mesmo atingir o coração. Espera-se uma vacina que imunize com apenas uma ou poucas doses, sem provocar efeitos colaterais de maior gravidade", afirma o profissional.


Levando em consideração que ainda são muitos os questionamentos acerca da doença, o BNews listou as principais dúvidas sobre a síndrome. Veja abaixo:



Quais os principais sintomas?


Os sintomas podem durar por uma semana, quando ocorre o maior risco de contágio da doença. Os principais sinais e sintomas são:
  • Febre alta nos dias que antecedem o surgimento das lesões;
  • Aparecimento de manchas vermelhas com bolhas branco-acinzentadas no centro, que podem evoluir para ulcerações muito dolorosas na boca, amígdalas e faringe;
  • Erupção de pequenas bolhas, em geral nas palmas das mãos e nas plantas dos pés e, ocasionalmente, nas nádegas e na região genital;
  • Mal-estar, falta de apetite, vômitos e diarreia;
  • Dificuldade para engolir e excesso de saliva
  • ção, devido à dor.

  • Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é clínico, baseado nos sintomas, localização e aparência das lesões. Ainda não há um tratamento específico para a doença. Em geral, como ocorre com outras infecções por vírus, ela regride espontaneamente depois de alguns dias. Por isso, na maior parte dos casos, o tratamento é feito com antitérmicos e anti-inflamatórios. O ideal é que a criança permaneça em repouso, tome bastante líquido e alimente-se bem, apesar da dor de garganta.


Como ocorre a transmissão?


A transmissão se dá pela via fecal/oral, através do contato direto entre as pessoas ou com as fezes, saliva e outras secreções, ou então através de alimentos e de objetos contaminados. Mesmo depois de recuperada, a pessoa pode transmitir o vírus pelas fezes durante aproximadamente quatro semanas. O período de incubação oscila entre um e sete dias. Na maioria dos casos, os sintomas são leves e podem ser confundidos com os do resfriado comum.


Como é feito o tratamento?


Em geral, como ocorre com outras infecções por vírus, ela regride espontaneamente depois de alguns dias. Por isso, na maior parte dos casos, tratam-se apenas os sintomas. Medicamentos antivirais ficam reservados para os casos mais graves. O ideal é que o paciente permaneça em repouso, tome bastante líquido e alimente-se bem, apesar da dor de garganta.


O que é recomendado?


  • Nem sempre a infecção pelo vírus Coxsackie provoca todos os sintomas clássicos da síndrome. Há casos em que surgem lesões parecidas com aftas na boca ou as erupções cutâneas; em outros, a febre e a dor de garganta são os sintomas predominantes;
  • Sempre de lavar as mãos antes e depois de lidar com a criança doente, ou levá-la ao banheiro. Se ela puder fazer isso sozinha, insista para que adquira e mantenha esse hábito de higiene mesmo depois de curada;
  • Evitar, na medida do possível, o contato muito próximo com o paciente (como abraçar e beijar);
  • Manter um nível adequado de higienização da casa, das creches e das escolas;
  • Não compartilhar mamadeiras, talheres ou copos;
  • Afastar as pessoas doentes da escola ou do trabalho até o desaparecimento dos sintomas (geralmente 5 a 7 dias após início dos sintomas);
  • Lavar superfícies, objetos e brinquedos que possam entrar em contato com secreções e fezes dos indivíduos doentes com água e sabão e, após, desinfetar com solução de água sanitária diluída em água pura (1 colher de sopa de água sanitária diluída em 4 copos de água limpa);
  • Descartar adequadamente as fraldas e os lenços de limpeza em latas de lixo fechadas.


BNews

Comentários

Nome

ACM NETO,3,ANTÔNIO GONÇALVES,2,BAHIA,153,BRASIL,126,CALDEIRÃO GRANDE,1,CAMPO FORMOSO,2,CAPIM GROSSO,1,CURIOSIDADES,118,DESTAQUES,289,ENEM,1,ENTRETENIMENTO,83,ESPORTE,139,FAMOSOS,4,FILADÉLFIA,9,ITIÚBA,2,JACOBINA,2,JAGUARARI,1,MUNDO,2,MUNICÍPIOS,84,NOTÍCIAS,562,PINDOBAÇU,3,PODC PODCAST,16,POLICIAL,353,POLÍTICA,2,PONTO NOVO,328,PUBLICIDADE,7,REGIÃO,4,SENHOR DO BONFIM,6,VARIEDADES,1,VÍDEOS,134,
ltr
item
Agência DC - Donato Costa | Portal de notícias da Bahia: Saiba tudo sobre a doença mão-pé-boca que tem deixado pais em alerta na Bahia
Saiba tudo sobre a doença mão-pé-boca que tem deixado pais em alerta na Bahia
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEjOAnVbDMCBaL5n4fp9xpNaz37M3l52QRgiNjXxBA-hEuOZkAyYMzusgadtaLKHNsN7bX5uHOh6yUZUnpnAvY6xwTjJiUbEgS2u-17PWpOcvMc0e-2rxU9bs36gWXOCMS4nnzdmqGTIDCmXgtbIYgIsFbBuPsIHkpBXgcHbLbW2wCzwA1-WB_LlJSebaw/s16000/5.jpeg
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEjOAnVbDMCBaL5n4fp9xpNaz37M3l52QRgiNjXxBA-hEuOZkAyYMzusgadtaLKHNsN7bX5uHOh6yUZUnpnAvY6xwTjJiUbEgS2u-17PWpOcvMc0e-2rxU9bs36gWXOCMS4nnzdmqGTIDCmXgtbIYgIsFbBuPsIHkpBXgcHbLbW2wCzwA1-WB_LlJSebaw/s72-c/5.jpeg
Agência DC - Donato Costa | Portal de notícias da Bahia
https://www.agenciadc.net/2022/04/saiba-tudo-sobre-doenca-mao-pe-boca-que.html
https://www.agenciadc.net/
https://www.agenciadc.net/
https://www.agenciadc.net/2022/04/saiba-tudo-sobre-doenca-mao-pe-boca-que.html
true
5764102596251995075
UTF-8
Carregar todas as matérias Nenhum resultado encontrado. Ver mais Leia mais Responder Cancelar resposta Apagar Por Início Páginas Matérias Ver todas Veja também Tópico Arquivo Buscar Todas as matérias Nenhum resultado encontrado para sua busca Voltar ao início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo Há 1 minuto Há $$1$$ minutos Há 1 hora Há $$1$$ horas Ontem Há $$1$$ dias Há $$1$$ semanas Há mais de 5 semanas Seguidores Siga ESTE CONTEÚDO PREMIUM ESTÁ BLOQUEADO PASSO 1: Compartilhe em uma rede social PASSO 2: Clique no link da sua rede social Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados para a área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor, pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar Table of Content